Ação Policial

Prado: Operação Policial termina com dois suspeitos mortos

Imagem de destaque da notícia

Na tarde do último sábado, 11 de maio, uma operação policial foi realizada no Bairro Portal do Prado, município de Prado. A intervenção, conduzida por militares do PETO da 88ª, teve apoio de militares da CIPE/Mata Atlântica (CAEMA) e visava patrulhamentos ostensivos em resposta a homicídios recentes na região, inclusive o ocorrido no dia anterior. O Núcleo de Inteligência da 88ª CIPM fez todo o levantamento do grupo criminoso, que estava atuando no Bairro, e saíram em diligências com apoio da CAEMA.

Durante a operação, ao percorrerem a rua Aquiles Freitas Ramos, os policiais identificaram vários indivíduos suspeitos em frente a uma construção inacabada. Ao notarem a presença policial, os suspeitos abriram fogo contra as guarnições e se refugiaram no interior da construção. O confronto resultou em dois suspeitos feridos, encontrados ao solo com armas próximas aos corpos. Além disso, uma bolsa contendo drogas e um aparelho celular foram apreendidos no local.

Outros dois suspeitos conseguiram fugir pulando muros e não foram capturados. Os feridos foram prontamente socorridos e encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Prado. Os materiais apreendidos, incluindo armas e drogas, foram apresentados na Delegacia de Teixeira de Freitas. Os indivíduos foram identificados como Domiciano Nascimento da Cruz, 18 anos, e Wiliam Louza Santana, 21 anos, ambos naturais de Prado.

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Teixeira de Freitas (Plantão Regional), sob supervisão do delegado plantonista, Ricardo Amaral. Os itens apreendidos foram enviados ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Teixeira de Freitas para análise pericial. Entre os materiais apreendidos estão um revólver Taurus calibre 38, numeração 1568193; um revólver Rossi calibre 38, numeração 071356; quatro munições intactas e sete deflagradas; diversas porções de maconha totalizando 142 gramas; trinta pedras de crack preparadas para venda; um aparelho celular Samsung; oito reais em dinheiro.

Os corpos dos suspeitos, após serem declarados sem vida na UPA, foram removidos pelo servidor público Anderson Barbosa para o Instituto Médico Legal (IML) de Itamaraju, onde passaram por exames de medicina legal antes de serem liberados para sepultamento.

Fonte: Liberdade News

Comentários

Leia estas Notícias

Acesse sua conta
ou cadastre-se grátis