Sem fiscalização, parte dos feirantes de Prado desobedece decreto municipal e abre normalmente

Por Antonio Carlos em 05/06/2021 às 08:40:27

A Prefeitura de Prado, por meio, da Secretaria de Saúde e Secretaria de Agricultura, informou que mediante decreto, neste sábado (5), a Feira Livre Municipal, não poderia funcionar, com objetivo de evitar aglomerações e diminuir os casos de Covid-19 na cidade. Porém, sem fiscalização, parte dos feirantes não respeitou a ordem do prefeito Gilvan e abriu normalmente suas barracas.

O decreto em vigor no município, começou a vigorar no último dia (29/05) e vai até a próxima segunda-feira, 7 de junho.

Dentre as medidas adotadas está o toque de recolher, das 19h às 5h. Segundo o decreto, a circulação cidade será apenas permitida para atividades extremamente necessárias, como deslocamento para ida a serviços de saúde ou farmácia, para compra de medicamentos, ou situações em que fique comprovada a urgência.

De acordo com o decreto, também ficam proibidos a venda de bebidas alcoólicas em todos estabelecimentos; abertura bares, botecos e similares; funcionamento de academias; atividades em grupos e práticas esportivas; aniversários, casamentos e eventos; a circulação e entrada de sons automotivos na cidade e circulação de crianças de zero a 12 anos no comércio.

Delivery de alimentos poderá funcionar só até às 23h.

O decreto também prevê acesso limitado em comércios, agências bancárias e igrejas com até 30% da capacidade.

Casos

Segundo o boletim desta sexta-feira (04), são 137 casos ativos de covid-19, com 09 pacientes internados. Até momento foram registradas 39 mortes provocadas pela doença. 1.1635 é o total de casos confirmados no município de Prado desde o início da pandemia.


Comunicar erro

Comentários