Tribuna

Unipar doa 5 mil cestas básicas para famílias vítimas das enchentes na Bahia

Por Antonio Carlos em 08/01/2022 às 08:07:34

A Unipar realizou uma doação de 5 mil cestas básicas para o Estado da Bahia, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), para atender milhares de famílias vítimas das fortes chuvas. A iniciativa faz parte do compromisso social da companhia em apoiar as comunidades onde está inserida. Na região, a empresa está construindo o Complexo Eólico Tucano, em colaboração com a AES Brasil, nos municípios de Tucano, Biritinga e Araci.

O titular da SDE, Nelson Leal, destaca que o Governo do Estado tem feito um esforço muito grande para auxiliar as famílias desabrigadas na região, "e as empresas, como a Unipar nessa belíssima ação, estão nos procurando para formar essa grande rede de solidariedade".

Com a doação, cerca de 20 mil pessoas serão atendidas com 71 toneladas de mantimentos não perecíveis, resultantes das 5 mil cestas com 14,250 kg de alimentos cada. Os itens começaram a ser entregues nesta sexta-feira (7), na base de apoio de Salvador, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), e a distribuição será realizada pela Casa Civil do Governo da Bahia. Até o momento, 164 cidades decretaram emergência, segundo a Defesa Civil do Estado.

O CEO da Unipar, Mauricio Russomanno destaca a importância da mobilização da sociedade em prol das vítimas do Estado. "Nos solidarizamos com o povo baiano e acreditamos que é nosso papel atuar prontamente e dar suporte a quem mais necessita neste momento de emergência", comenta Russomanno.

Complexo eólico

A Unipar é líder na produção de Cloro, Soda e PVC na América do Sul, insumos que formam a base de todas as indústrias. O Complexo Eólico Tucano na Bahia possui um total de 582,8 MW de capacidade instalada, sendo 155,0 MW desenvolvidos em joint venture com a AES e Unipar.

O projeto representa um marco importante para a ampliação da matriz limpa do País, com impacto socioeconômico positivo para a companhia e as comunidades no entorno da planta.

Fonte: Ascom/SDE

Comunicar erro

Comentários