Cidades

Após incêndio, Secult anuncia convênio emergencial para promover reparo em Igreja Matriz de Valença

A Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBa), por meio do IPAC, vai firmar um convênio emergencial para realização de um reparo urgente nas áreas da Igreja Matriz de Valença, que foram atingidas por um incêndio na manhã deste domingo (19).

Imagem de destaque da notícia
A Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBa), por meio do IPAC, vai firmar um convênio emergencial para realização de um reparo urgente nas áreas da Igreja Matriz de Valença, que foram atingidas por um incêndio na manhã deste domingo (19). Em nota enviada à imprensa nesta segunda-feira (20), a pasta informou que "reitera seu compromisso com a preservação e a salvaguarda do patrimônio artístico, histórico e cultural da Bahia".

O órgão informou que fez contato com os secretários de Cultura e Turismo da cidade e com o pároco da Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus, localizada no centro da cidade, para se colocar à disposição com o intuito de auxiliar na proteção e salvaguarda do templo religioso.

A pasta informou que acompanha a apuração do que causou o incêndio e a perícia sobre a ocorrência.

NOTA NA ÍNTEGRA

A Secretaria de Cultura do Governo da Bahia (SecultBa) assim que tomou conhecimento na manhã deste domingo (19) sobre o incêndio na Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus, localizada no centro do município de Valença, prontamente entrou em contato com os secretários de Cultura e Turismo do município, Gugui Martinez e Klayton Argolo, respectivamente, e com o Padre Marcos Reis para prestar solidariedade e se colocar à disposição para contribuir com a proteção e salvaguarda do espaço sagrado.

A SecultBa segue também em contato com o Corpo de Bombeiros e a Polícia Técnica acompanhando toda investigação e perícia sobre a ocorrência. Desde 2001, a Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus é tombada provisoriamente pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), unidade vinculada à Secretaria de Cultura da Bahia, e é de relevante interesse artístico arquitetônico e urbanístico para o estado.

Em 2022, o IPAC entregou à administração da Igreja projetos de recuperação estrutural da cobertura da Igreja no valor de 100 mil reais. A Igreja foi construída em 1759 e inaugurada em 1801. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o incêndio foi debelado com sucesso, sem a necessidade de reforços de pessoal ou equipamentos e não houve vítimas desta ocorrência. Dentre a principal área e itens atingidos, encontra-se o Altar de Nossa Senhora, onde constava a Imagem de Nossa Senhora das Dores (origem barroca) e a Cruz com Cristo (origem barroca). No local, foi recuperado um terço de Nossa Senhora das Dores.

A Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBa), por meio do IPAC, já está trabalhando para firmar um convênio emergencial para realização de um reparo urgente nas áreas atingidas e reitera seu compromisso com a preservação e a salvaguarda do patrimônio artístico, histórico e cultural da Bahia.

Comentários

Leia estas Notícias

Acesse sua conta
ou cadastre-se grátis