Política

Quijingue: Prefeito aliado de deputados do União Brasil troca o PL pelo Avante para garantir apoio de Jerônimo a sucessor

Imagem de destaque da notícia
A política e a lógica muitas vezes andam em caminhos opostos. Um exemplo disso é a ousada movimentação no tabuleiro político de Quijingue, no território do Sisal, distante pouco mais de 341 quilômetros de Salvador. Por lá, o prefeito Nininho Goes acaba de trocar o PL, do ninho do bolsonarismo, pelo Avante, comandado na Bahia pelo ex-deputado federal Ronaldo Carletto. O vice-prefeito José Romero Rocha, mais conhecido como Romerinho, candidato escolhido pelo gestor à sucessão, fez o mesmo movimento para ser o nome da base do governador Jerônimo Rodrigues (PT) na disputa eleitoral de outubro.

Além disso, o grupo liderado por Nininho tem como aliados dois deputados do União Brasil: Marcinho Oliveira e Marcelino Veiga. O primeiro, que é ligado ao deputado federal Elmar Nascimento, da mesma sigla, tem excelentes relações com Jerônimo e já participou de eventos ao lado do governador, sendo o mais recente o almoço oferecido ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), no Palácio de Ondina, no sábado de Carnaval. Marcinho, inclusive, recebeu o vice-prefeito de Quijingue e os vereadores Clóvis Cavalcante e Wagner Silva, nesta quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa. Clóvis e Wagner também trocaram o PL pelo Avante.

"Em 2022, apoiamos a eleição de Jerônimo, mesmo estando no PL. Somos aliados de primeira hora. Nosso grupo inteiro, formado ainda por sete dos 11 vereadores da cidade, optou por migrar para o Avante após diálogos com o governo e com nossos deputados. O caminho natural era a gente migrar para um partido que integra oficialmente a base aliada, já que terei o apoio do governador nas eleições de outubro. Quero dar continuidade ao trabalho do prefeito", declarou Romerinho.

AVANTE SÓ CRESCE

Visando apoio do governo Jerônimo, outro que pode trocar o PL pelo Avante é o prefeito Jânio Natal, de Porto Seguro, maior cidade governada pelo PL na Bahia. A questão é que Natal não marchou com Jerônimo, nem com Lula, nas eleições de 2022, mas, mesmo assim, tem buscado uma aproximação com a base governista visando sua reeleição. Mesmo que mude de legenda, a missão de Jânio Natal não será nada fácil, uma vez que o próprio Jerônimo Rodrigues anunciou, na semana passada, durante o lançamento da Revista Nova Bahia, que a deputada estadual Cláudia Oliveira (PSD), ex-prefeita de Porto Seguro por dois mandatos (2013-2020), é a candidata do grupo.

Quem também deve sair do PL e buscar abrigo no Avante, assim que abrir a janela partidária, é o virtual candidato a prefeito de Dias D'Ávila, deputado estadual Raimundinho da JR. Com um crescimento estratosférico, o Avante é considerado a bola da vez do momento. A legenda já tem quase 60 prefeitos filiados.

Fonte: Bahia Noticias

Comentários

Leia estas Notícias

Acesse sua conta
ou cadastre-se grátis