BORA PRADO

Com embate aquecido em Lauro de Freitas, Félix fala sobre afastamento "alianças danosas"

Após afirmar que caso a vereadora por Lauro de Freitas, Débora Régis (PDT), poderia perder as eleições na cidade fica na Região Metropolitana de Salvador (RMS) caso deixe a sigla, o presidente do PDT, Félix Mendonça Júnior, afirmou que o partido vai se "afastar de alianças danosas".

Por PRADO AGORA em 03/04/2024 às 16:10:22

Após afirmar que caso a vereadora por Lauro de Freitas, Débora Régis (PDT), poderia perder as eleições na cidade fica na Região Metropolitana de Salvador (RMS) caso deixe a sigla, o presidente do PDT, Félix Mendonça Júnior, afirmou que o partido vai se "afastar de alianças danosas". A declaração foi publicada nesta quarta-feira (3), no X (antigo Twitter).

"O PDT da Bahia vai continuar independente, defendendo seus ideais. Nunca nos curvaremos a outro partido. Então, vamos nos afastar de alianças que são danosas aos nossos ideais, do oportunismo de quem apenas quer usar o partido da educação, do trabalhador e do empreendedor", afirmou o presidente do PDT baiano.

Informações obtidas pelo BN, indicam que a iminente saída de Régis está próxima, e que o destino dela deve ser o União Brasil. A vereadora estaria sendo "pressionada" a se filiar ao União Brasil para disputar o pleito deste ano. Lideranças da legenda, como ACM Neto, Bruno Reis e até o ex-candidato na cidade Teobaldo Costa estariam fazendo o movimento de tentar filiar Débora Régis. Félix já havia confirmado que o PDT teria candidatura na cidade.

Fonte: Bahia Noticias

Comunicar erro
anuncie aqui 2

Comentários

anuncie aqui 3